Quando o assunto é abastecer o carro, a maioria dos motoristas vai ao posto de gasolina mais próximo. No dia a dia, o que for mais prático e rápido, melhor. Porém, essa correria pode comprometer o funcionamento do veículo se o combustível for de má qualidade. 

As principais consequências de abastecer o carro com combustível adulterado é o desgaste prematuro das peças do motor e as falhas popularmente conhecidas como “engasgos” – que é quando o veículo demora para responder à aceleração. Por isso, gasolina ou etanol batizado não oferecem outro resultado: cedo ou tarde, o carro vai parar em uma oficina mecânica.

Assim, é fundamental entender as formas como você pode comprovar a qualidade do combustível onde você abastece. Nesse blogpost, você vai descobrir que o melhor local para encher o tanque do seu carro pode sim ser o posto de gasolina mais próximo. Ou não, talvez você veja que o mais indicado seja você encontrar um novo posto favorito.

banner app abasteça seu carro com zul mais

Com o Zul+, você já consegue abastecer seu carro e pagar o combustível direto no app. Tudo sem precisar se preocupar com a carteira ou em descer do veículo. Baixe já o aplicativo no seu celular e conheça todos os serviços que o Zul+ já oferece.

Como saber se a gasolina é boa ou ruim?

Nem todo mundo sabe mas é direito do consumidor pedir o teste de qualidade do combustível na hora em que for abastecer. De acordo com o artigo 8 da portaria n° 248 da ANP (Agência Nacional de Petróleo), todo posto de combustível é obrigado a fazer essa análise sempre que for solicitado.

Caso o posto se negue, o motorista pode denunciar o local para o Procon ou até mesmo chamar a polícia.

O teste da qualidade da gasolina

Para realizar o teste de qualidade, são necessários: uma proveta de vidro de 100ml, 50 ml de gasolina e 50 ml de água. 

Na proveta, o frentista irá despejar, primeiro, os 50 ml de gasolina. Logo depois, acrescentará a água e irá mexer a mistura.

Nesse momento, a água irá se juntar com o etanol anidro (álcool com baixíssima quantidade de água) que está presente na composição da gasolina brasileira. Segundo especificações da ANP, a gasolina comum e aditivada deve ter 27% de etanol; já a gasolina premium, 25%. 

Como dissemos anteriormente, a gasolina irá se separar e a mistura terá duas fases: a parte de cima, com a gasolina, e a parte de baixo, água e etanol. Nesses 100 ml, a água junto com o etanol deve chegar no máximo de 63,5 ml. Ou seja, 13,5 ml mais do que a metade (50 ml) da capacidade da proveta de vidro.

Mas por que? Bom, esses 13,5 ml de diferença representam os 27% da quantidade de etanol que deve estar presente na gasolina. Caso esse número seja maior, é bem possível que a gasolina do posto seja adulterada.

Veja os tipos de combustível atualmente vendidos nos postos do Brasil e saiba qual o melhor para o seu carro.

Sinais  que indicam que a combustível é adulterado

1. Luz de injeção eletrônica acesa;

Se a luz de injeção eletrônica (que tem o formato de um motor) acender no painel logo depois da parada para abastecimento, isso é um forte sinal de combustível adulterado. 

A injeção eletrônica controla a entrada de combustível no motor e calcula a porcentagem de mistura com ar para a combustão mais eficiente possível. Com gasolina ou etanol adulterado, esse sistema vai detectar diferenças com o combustível e irá informar o motorista através da luz no painel.

Veja o significado de cada uma das luzes do painel do seu carro em nosso blogpost completo sobre o assunto.

2. Falha na partida e engasgadas;

Um carro que é “engasgado” é um veículo que demora para responder à aceleração e parece sempre que vai “morrer” (desligar). Essa falha é comumente provocada por adulteração no combustível, já que gasolina e etanol batizados prejudicam a combustão que ocorre no motor.

3. Aumento de consumo;

Outro sinal de que o combustível pode ter sido adulterado é o aumento do consumo. Isso ocorre pelo simples motivo de que nem tudo o que estava no tanque era, de fato, combustível.

4. Óleo contaminado.

O combustível adulterado contém substâncias solventes que podem contaminar o óleo do motor, levar à corrosão do filtro e provocar o vazamento do lubrificante.

Entenda o que é preciso revisar a cada 10 mil km rodados em nosso blogpost completo sobre revisão de carro. 

banner moça sorrindo mexe no celular dentro do carro

Como saber se o etanol é bom ou ruim?

Já para descobrir a qualidade do etanol é um pouco mais fácil. Ao parar o carro próximo a uma bomba de etanol, há um instrumento acoplado a ela chamado de termodensímetro. Através desse equipamento, é possível verificar a olho nu se aquele etanol é bom ou ruim.

Durante o abastecimento, o combustível será despejado dentro do termodensímetro. O etanol deve estar limpo e incolor. Caso a linha vermelha do instrumento esteja acima do nível do líquido, o etanol está em desacordo com as especificações da ANP.

Se a linha vermelha estiver abaixo ou no limite do nível do etanol, o combustível está aprovado. Fique tranquilo para abastecer com ele.

Vale mais a pena abastecer com etanol ou gasolina? Veja como fazer essa conta em nosso blogpost completo sobre cálculo de combustível.

Como evitar combustível adulterado?

1. Encontre um posto de confiança;

A melhor dica para evitar abastecer seu carro com combustível adulterado é encontrar um posto em que você possa confiar. E sempre abastecer nele. É melhor encher o tanque em um lugar que você já sabe da qualidade do combustível do que ir abastecendo de pouco em pouco em lugares que você não conhece.

Muito em breve, você já irá conseguir abastecer o carro nos postos Shell e pagar a conta direto no aplicativo Zul+. Tudo muito fácil, prático e seguro. Então, confira a lista de postos da Shell mais próximos de você aqui: https://bit.ly/330Zj0y

2. Desconfie de preços muito baixos;

Se o valor do litro de combustível anunciado pelo posto for muito mais barato do que o praticado pelo mercado, desconfie. O barato pode sair caro. Escolha abastecer no posto de sua confiança.

3. Guarde sempre a nota fiscal.

Sempre que abastecer, principalmente em um lugar novo, exija sua nota fiscal. Ela é fundamental caso o seu carro apresente falhas que indiquem combustível batizado. A nota fiscal pode comprovar a relação entre o problema no seu veículo e a adulteração do posto.

banner abasteça seu carro com zul mais