A manutenção do veículo é fundamental para que um carro usado funcione praticamente como um novo. De tempos em tempos, é importante que o motorista leve o seu carro a uma oficina mecânica e revise as diferentes partes e sistemas do veículo.

Para o automóvel funcionar da maneira mais eficiente possível, é importante que o motorista realize revisões periódicas e pequenos reparos. Não basta apenas abastecer o carro e dirigir. É preciso cuidar do veículo e se atentar às trocas dos seus componentes, como filtro e óleo do motor, velas de ignição e fluído de freio.

Além disso, a manutenção preventiva prova que pequenos cuidados com o carro ajudam o condutor a reduzir os gastos com consertos e prolongam a vida útil do automóvel. Práticas como a verificação do nível de óleo, calibragem dos pneus e alinhamento, podem prevenir o aparecimento de problemas mais sérios.

Acesse nossa matéria completa sobre manutenção preventiva e veja quais tipos de cuidados você pode adotar para deixar o seu carro longe das oficinas mecânicas.

Quando devo fazer a manutenção do meu carro?

O prazo para realizar a manutenção depende de vários fatores como: modelo, ano, quilometragem, estilo de direção do motorista, frequência de uso, entre outros. No entanto, para não ter erro na revisão e substituição das peças, o condutor deve se orientar pelo manual do proprietário. Nele, estarão todas as informações importantes relacionadas à manutenção do veículo, como o prazo para as trocas.

Outra recomendação, essa muito mais geral, é realizar a manutenção e conserto do carro pela quilometragem rodada. Por exemplo, ao atingir 10 mil quilômetros, o motorista sabe que deve levar o veículo para sua primeira revisão. Já ao percorrer 20 mil quilômetros, ele deve retornar o carro para uma nova verificação. E assim por diante.

Já os veículos que não rodam muito durante a semana e são mais utilizados para viagens ou eventos especiais adotam, na maioria das vezes, um critério diferente para fazer a manutenção. Nesse caso, o tempo de vida do próprio carro é que irá determinar quando realizar alguma troca ou substituição de componentes.

Seu carro ficou parado por muito tempo durante a quarentena e você precisa utilizá-lo novamente? Saiba o que fazer para ter uma volta às ruas tranquila e sem dor de cabeças com problemas mecânicos em nosso blog.

Como a maneira que você dirige pode influenciar na manutenção do seu carro?

Sim, o modo de direção influencia diretamente na manutenção do veículo. O motorista que dirige de forma mais agressiva, pisando “fundo” no acelerador e no freio, provavelmente terá que realizar a manutenção do seu carro antes de um condutor com um estilo de direção mais defensivo.

Outro fator que influencia a manutenção, é o local por onde o carro circula. Em uma grande cidade, por exemplo, o veículo está submetido a uma rotina exaustiva e diária de longos congestionamentos, o que acaba sendo muito problemático. O “anda e para” provoca maior desgaste das peças do motor e o motorista terá que verificar e até substituir as peças antes do indicado pelo manual do dono.

O modo de direção também afeta o consumo de combustível do veículo. Velocidades mais altas e arrancadas consomem mais. Saiba como economizar combustível enquanto dirige em nosso blogpost completo sobre o assunto.

O que verificar no carro em cada manutenção?

De acordo com informações do Sindirepa (Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios do Estado de SP), em matéria ao Uol Carros, as manutenções e substituições de componentes do carro podem ser resumidas em três intervalos: a cada 10 mil km, a cada 20 mil km e a cada 40 mil km. Essa diferença entre as quilometragens surge por conta do desgaste de determinadas peças, o que justifica algumas revisões serem mais caras do que outras.

carro na garagem
Se o carro ficou por muito tempo parado durante a pandemia, alguns cuidados especiais serão necessários para que o veículo retorne às ruas funcionando perfeitamente.

Revisar a cada 10 mil km:

  • Amortecedores;
  • Bateria;
  • Óleo de transmissão do câmbio;
  • Faróis (regulagem e foco);
  • Filtro de ar;
  • Lataria;
  • Cinto de segurança;
  • Direção hidráulica;
  • Teste de emissão de poluentes;
  • Pastilhas, discos e mangueiras do sistema de freio;
  • Luzes, lâmpadas e setas;
  • Pneus (rodízio);
  • Radiador;
  • Velas de ignição do motor;
  • Alinhamento e balanceamento;
  • TROCA: Óleo e filtro de óleo do motor.

Revisar a cada 20 mil km:

  • Cabo do acelerador;
  • Limpeza do sistema de ar-condicionado;
  • Correia dentada;
  • Embreagem;
  • Escapamento e catalisador;
  • Injeção de combustível;
  • Rodas;
  • TROCA: Filtro de ar;
  • TROCA: Filtro de combustível;
  • TROCA: Fluído de freio;
  • TROCA: Líquido do radiador;
  • TROCA: Velas de ignição.

Revisar a cada 40 mil km;

  • Óleo da transmissão câmbio automático;
  • Sistema de freios;
  • Sistema de suspensão.

Conheça o Zul+ e tenha app que reúne diversos serviços relacionados ao carro em um só lugar. Tag de pedágio, estacionamento, multas, IPVA, seguro auto, concessionária e muito mais. Baixe já na App Store ou Google Play e deixe o seu carro mais completo com Zul+.