Zul Digital

Zul Digital


Aplicativo credenciado pela prefeitura para compra e uso das vagas de Estacionamento rotativo e Zona Azul. Praticidade e segurança na hora de comprar o Cartão Azul Digital.

Campartilhe


Como funciona a Zona Azul Digital em São Paulo?

Zul DigitalZul Digital

Entenda como a Zona Azul Digital funciona e saiba como a medida organiza as ruas e avenidas da cidade

A Zona Azul Digital promove a rotatividade das vagas de estacionamento público na cidade de São Paulo. Para estacionar, o motorista paulistano precisa comprar e ativar o chamado Cartão Azul Digital, mais conhecido como CAD.

Ele é o crédito eletrônico que possibilita o condutor utilizar o estacionamento rotativo e pode ser encontrado em aplicativos regulamentados pela prefeitura municipal e pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) ou em Pontos de Venda credenciados (PDV).

transito avenida paulista a noite
A Zona Azul Digital surge como solução para a questão da mobilidade da cidade de São Paulo

Implantada com o objetivo de democratizar o uso dos espaços públicos, a capital paulista foi a primeira cidade no Brasil a adotar a política de estacionamento rotativo. Após 41 anos de sua criação, São Paulo foi também a primeira cidade a implementar o modelo digital de pagamento de rotativo. A partir de 2016, o serviço pôde ser acessado através de aplicativos de celulares.

O modelo digital oferece maior praticidade, segurança e conforto ao motorista na hora de estacionar. Além disso, o sistema eletrônico colabora com a fiscalização da prefeitura, que permite que menos erros ocorram.

Acesse nosso blogpost sobre o que é o estacionamento rotativo para entender como funciona a Zona Azul no Brasil e no mundo.

Antes do digital

Antes de São Paulo adotar o sistema digital de estacionamento rotativo, existia o modelo tradicional de talões de papel que nasceu com o decreto °11.661 em 30 de dezembro de 1974 devido à crescente demanda por vagas de estacionamento. Dessa forma, a prefeitura recebeu permissão para explorar o estacionamento em ruas e avenidas públicas da cidade.

No ano seguinte, em 1975, a Prefeitura Municipal de São Paulo criou 5.000 vagas de estacionamento rotativo, e, assim, nasceu a Zona Azul que reconfigurou o trânsito e o espaço público da cidade.

Zona Azul Digital São Paulo

O estacionamento rotativo de São Paulo passou por uma fase de modernização em 2016 quando a prefeitura autorizou o uso da tecnologia para acessar o serviço através do decreto n°57.115. Assim, os antigos talões de papel foram extintos na capital paulista e o motorista começou a acessar a Zona Azul pelo celular através de aplicativos regulamentados.

Para estacionar em uma das vagas disponíveis pela cidade, o motorista paulistano agora utiliza o CAD, que está disponível para a compra em aplicativos ou nos PDVS. Com a modernização, não é mais necessário deixar um comprovante no painel do veículo.

Para utilizar o serviço pelo próprio celular, primeiro é necessário baixar um aplicativo regulamentado pela prefeitura, atualmente existem 16 apps. Após o download, você deve fazer seu cadastro no app com dados pessoais e escolher uma forma de pagamento, como o cartão de crédito ou débito. Dependendo de qual aplicativo você escolher, existem mais ou menos opções de pagamento.

O próximo passo é inserir informações do carro, como placa do veículo e modelo. Depois, você deve comprar o CAD, que será o comprovante de estacionamento da Zona Azul. Tudo pronto, basta ativar seu CAD que o aplicativo localizará seu veículo através do GPS do seu celular.

Como o motorista não deixa nenhum comprovante no painel do veículo, a fiscalização é feita de forma digital. Guardas municipais de trânsito possuem um aplicativo que verifica se o veículo está ou não estacionado irregularmente a partir de uma base de dados.

Quanto custa e por quanto tempo vale?

O valor de 1 Cartão Azul Digital em São Paulo é de R$5,00 e sempre terá o mesmo preço por toda a cidade independente do tempo de permanência permitido no local. Serão as placas de regulamentação de Zona Azul no local que dirão quanto tempo o CAD valerá. Ou seja, o mesmo crédito de R$5,00 vale 1h nas vagas de estacionamento da Rua Oscar Freire e 2h nas vagas do Parque Ibirapuera.

trânsito avenida paulista
Na maior parte de São Paulo, as vagas de Zona Azul são de alta rotatividade devido ao alto número de carros nas ruas e avenidas da cidade

Pontos de Venda Credenciados

Caso você seja um motorista que não tenha o aplicativo, você ainda consegue estacionar na Zona Azul Digital. Basta comprar o CAD em um Ponto de Venda credenciado.

Quer entender melhor o sistema digital de estacionamento rotativo? Acesse nosso blogpost sobre a Zona Azul Digital.

Quantas vagas existem?

Em mais de 4 décadas de operação, o número de vagas aumentou de 5.000, em 1975, para 42.048 vagas em 2019, segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego). Elas são divididas em cinco categorias de estacionamento e a quantidade de vagas ofertadas está relacionada com a demanda por cada categoria.

Zona Azul Digital São Paulo Quantidade de vagas
Vagas comuns ou convencionais 37.226
Vagas especiais reservadas para idosos a partir de 60 anos de idade - Vaga Idoso 2.069
Vagas para caminhão, caminhonete e veículo misto 1.794
Vagas especiais reservadas para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida - DeFis 876
Vagas para veículo de Fretamento 83

Onde elas estão?

As vagas da Zona Azul Digital em São Paulo estão espalhadas pela cidade em 67 agrupamentos com o objetivo de atender todas as regiões da capital paulista.

De acordo com a CET, 29% das vagas estão na região Central, 26% na região Oeste, 25% na região Leste, 17% na região Sul e 3% na região Norte.

Regras de utilização

As regras de utilização da Zona Azul Digital em São Paulo variam de acordo com o dia, o horário e a região da cidade. Dependendo da situação, elas podem ser diferentes. Por esse motivo, é fundamental olhar a placa de sinalização da Zona Azul na hora de estacionar. Nela, você poderá observar as regras específicas daquele local.

A principal regra do estacionamento rotativo de São Paulo é que sempre que houver uma placa de “Cartão Azul Obrigatório”, é necessário comprar e ativar o CAD ao estacionar o veículo.

Além disso, o motorista pode ativar 1 CAD e renovar por mais uma vez em sequência para a mesma vaga. Ou seja, o usuário pode utilizar até 2 CADs para estacionar seu veículo. Após o fim do segundo cartão digital, ele deve retirar seu carro da vaga e só poderá utilizar novamente o serviço se parar em outro local.

Regra Geral

Quando a placa de sinalização de Zona Azul não indicar o tempo de permitido de estacionamento na vaga, isso significa que 1 CAD equivale a 1 hora de permanência.

avenida paulista a noite
De acordo com dados da CET, houve um aumento de mais de 38 mil vagas de Zona Azul desde sua criação em 1975 até 2019.

A regra vale para a maioria das vagas espalhadas pela cidade. Além disso, vale também para as vagas especiais reservadas para idosos, pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida e veículos de fretamento.

Bolsão Caminhão

A regra para estacionamento de caminhões, caminhonetes e veículos mistos fala que 1 CAD equivale a 30 minutos, e 2 CADs equivalem a 1 hora.

Quando este tipo de veículo utilizar outras vagas da Zona Azul Digital ou estacionar no Bolsão Caminhão da Rua Santa Rosa e da Rua Eurípedes Simões de Paula, o tempo de validade é o mesmo da regra geral.

Áreas especiais

Em algumas regiões específicas da cidade de São Paulo, foram estabelecidas regras especiais para o funcionamento do estacionamento rotativo com o objetivo de atender necessidades diferentes do comum.

No Parque do Ibirapuera e no Parque da Aclimação, 1 CAD equivale a 2 horas, sendo que o tempo máximo permitido na mesma vaga é de 4 horas. A regra foi particularizada porque os parques são locais onde as pessoas vão para praticar atividades físicas e de lazer. Entrou em consenso que a demanda por parte dos motoristas seria de mais horas de estacionamento.

Na Praça Charles Miller, 1 CAD equivale a 3 horas, e o tempo máximo de permanência é de 6 horas. A regra foi adaptada devido ao lugar ser considerado um ponto turístico e de lazer da cidade de São Paulo por conta do Museu do Futebol e do Estádio do Pacaembú.

Além desses dois locais, o Mercado da Cantareira, mais conhecido como Mercadão, também possui uma regra específica em seu estacionamento rotativo. Lá, 1 CAD equivale a 1 hora, assim como a regra geral. No entanto, a Zona Azul opera todos os dias da semana, inclusive aos domingos. Seu horário de funcionamento é das 7h às 18h. O mercado municipal é considerado como um ponto turísticos e comércio de alimentos com grande circulação.

Como usar a Zona Azul Digital São Paulo?

  1. Acesse a loja de aplicativos do seu celular;
  2. Baixe o app Zona Azul Digital de São Paulo na versão iOS ou Android;
  3. Entre no aplicativo e faça seu cadastro pessoal;
  4. Insira informações de seu veículo;
  5. Escolha uma forma de pagamento e compre créditos antecipadamente;
  6. Pronto! Agora é só ativar o crédito quando for estacionar na Zona Azul.

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo da mobilidade urbana? Siga o Zul Digital no Instagram e no Facebook.

Comentários