Zul Digital

Zul Digital


Aplicativo credenciado pela prefeitura para compra e uso das vagas de Estacionamento rotativo e Zona Azul. Praticidade e segurança na hora de comprar o Cartão Azul Digital.

Campartilhe


10 regiões de São Paulo para se evitar nos dias de chuva

Zul DigitalZul Digital

Confira as principais regiões da capital paulista que apresentaram problemas de enchentes e alagamentos em 2018 e 2019

sao paulo do alto nunvens fechadas chuva
Segundo dados da CET, aproximadamente 30 pontos da cidade tiveram reincidência de alagamentos

Quase todo ano a cidade de São Paulo sofre com um recorrente problema: as enchentes. No início deste ano, a capital paulista registrou que 90% de toda a chuva prevista para o mês de março choveu nos primeiros dez dias do mês. De acordo com o comitê de crise criado pela Prefeitura Municipal, até o dia 10 de março havia chovido 160,8mm, 90,6% de todo o volume que era esperado durante o mês.

Nos primeiros dias de março, ruas e avenidas foram alagadas devido às fortes chuvas e tiveram que ser interditadas pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), prejudicando o deslocamento pela cidade e causando lentidão no trânsito. As chuvas também causaram mortes por conta das enchentes e deslizamentos. Só na cidade de São Paulo, 2 pessoas morreram. Em toda Região Metropolitana, foram 13.

Um dos motivos para o surgimento desses problemas é a dificuldade de escoamento das águas das chuvas na cidade de São Paulo. A capital paulista é extremamente pavimentada, o que faz com que a água da chuva não seja absorvida pelo solo. Logo, essa água, ou vai em direção à região mais baixa ou fica parada. E as consequências são alagamentos.

De acordo com um matéria divulgada pelo El País, só na capital paulista existem cerca de 300 cursos de água, e é normal que quando chova, o nível de água dos rios aumente. E, no processo de urbanização da cidade de São Paulo, ruas e avenidas foram construídas próximas de rios, porque cursos d’água ajudavam no desenvolvimento dos centros urbanos. Os alagamentos são decorrentes da hiper pavimentação, muitas vezes comprimindo o leito dos rios que acabam por transbordar na época de cheia.

Para ver quais foram os principais pontos de alagamento da cidade, a equipe do Zul teve acesso a um documento divulgado pelo Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE) que traz os principais pontos de alagamento em São Paulo entre os anos de 2018 e 2019. Os dados são registrados pela CET e repassados ao CGESP, além disso, fazem parte da operação Chuvas de Verão.

carros e motos avaçam avenida alagada
Em caso de enchente, a CGE recomenda procurar um lugar seguro e manter-se longe da rede elétrica

Confira as dez principais regiões de São Paulo para se evitar nos dias de chuva:

1 - AVENIDA DO ESTADO - Zona Central

Na Avenida do Estado, os principais pontos de alagamento ficam entre os bairros do da Sé e da Mooca. De acordo com os dados divulgados pela CGE, a Avenida do Estado, na região central da cidade de São Paulo, na altura do Viaduto Vinte e Cinco de Março, sofreu com as chuvas e teve recorrentes alagamentos. Mais para a Zona Leste, a Avenida do Estado também enfrentou enchentes na altura da Rua Presidente Batista Pereira .

2 - PRAÇA DA BANDEIRA - Zona Central

As avenidas Nove de Julho e Vinte e Três de Maio na altura da Praça da Bandeira também sofreram enchentes nos dias de fortes chuvas na cidade de São Paulo, segundo o documento da CGE sobre a Operação Chuvas de Verão entre os anos 2018 e 2019. O Parque do Anhangabaú também teve alagamentos registrados.

3 - MARGINAL TIETÊ - Zona Norte

A Marginal Tietê também sofre com as chuvas e muitos de seus trechos ficam intransitáveis de acordo com a CGE. Foi exatamente o que aconteceu nos dias 10 e 11 de março deste ano.

As principais áreas da Marginal Tietê afetadas pela chuva foram na altura da Ponte da Casa Verde e da Ponte das Bandeiras nos sentidos Ayrton Senna e Castelo Branco.

4 - MARGINAL PINHEIROS - Zona Oeste

Na maioria das vezes em que chove forte na cidade de São Paulo, a Marginal Pinheiros também tem seu trânsito afetado. Em determinados trechos, a água se acumula e a passagem pela via fica comprometida, o que acarreta em filas de congestionamento.

As principais áreas da Marginal Pinheiros em que o deslocamento é intransitável nos dias de fortes chuvas são na altura da Ponte Engenheiro Ary Torres, no sentido Interlagos e Castelo Branco.

5 - AVENIDA MARQUÊS DE SÃO VICENTE - Zona Oeste

Na altura da Praça Pascoal Martins, a Avenida Marquês de São Vicente, na Zona Oeste de São Paulo, também apresentou problemas com enchentes em 2018 e 2019 de acordo com os dados divulgados pela CGE.

6 - AVENIDA LUIZ IGNÁCIO ANHAIA MELLO - Zona Leste

Do viaduto Grande São Paulo, passando pela praça Ruy Roxo, chegando até a Avenida Salim Farah Maluf, a Avenida Anhaia Mello também enfrenta graves problemas com enchentes e alagamentos. Principalmente nos pontos citados, a importante via urbana localizada na Vila Prudente pode ser evitada pelo motorista nos dias de intensas chuvas.

7 - AVENIDA CELSO GARCIA - Zona Leste

Localizada no Tatuapé, a Avenida Celso Garcia é uma importante via que liga a Zona Leste ao centro de São Paulo. É preciso que o motorista fique atento quando passar pela região nos dias de chuva. Os principais pontos que enfrentaram enchentes foram a Praça Major Guilherme Rudge e a Rua Saldanha Marinho.

8 - AVENIDA ALCÂNTARA MACHADO - Zona Leste

A Avenida Alcântara Machado, localizada no bairro do Belenzinho, é mais uma das principais vias da cidade que sofre com os problemas causado pelas chuvas. Na altura do Viaduto Guadalajara é o principal ponto com alagamentos registrados pela CET e pela CGE.

9 - AVENIDA SANTO AMARO - Zona Sul

A Zona Sul da cidade de São Paulo é uma das regiões da capital que mais sofre nos dias de chuva. A Avenida Santo Amaro é um exemplo. Ela é responsável por ligar os bairros da zona sul até a zona oeste da cidade, indo da Chácara Santo Antônio (Sul) até a Avenida Juscelino Kubitschek localizada no Itaim Bibi (Oeste).

A Avenida Santo Amaro fica no bairro do Brooklin, e, nos dias de chuva intensa, enchentes e congestionamento marcam a rotina dos motoristas que trafegam pela via. Um dos pontos da Avenida Santo Amaro que mais apresenta problemas é na altura da avenida Roque Petroni Junior.

10 - AVENIDA PROFESSOR ABRAÃO DE MORAIS - Zona Sul

Na região do Bosque da Saúde, na Zona Sul de São Paulo, a Avenida Professor Abraão de Morais é uma das avenidas da cidade que mais apresentou casos de alagamento registrados pela CET entre os anos de 2018 e 2019. Isso acontece porque o Riacho do Ipiranga fica ao lado da avenida e em situações de intensa chuva, o nível de água do rio acaba transbordando para a via.

Confira aqui o documento completo divulgado pela CGE ao Zul sobre os logradouros que mais sofreram com enchentes na cidade de São Paulo entre os anos de 2018 e 2019.

O que fazer em casos de enchentes?

enchente
Em caso de dúvida sobre vias bloqueadas, ligue para a central de atendimento da CET através do número 1188

Em casos de enchentes pela cidade, a melhor opção é permanecer em um lugar seguro e não sair até que a situação esteja melhor. De acordo com a CGE, é necessário manter-se informado sobre as áreas de risco, por isso, fique atento aos meios de comunicação, como portais de notícias e jornais de televisão, e aos comunicados oficiais da Prefeitura Municipal.

Para o órgão da Prefeitura que monitora as condições meteorológicas da capital, se existe uma inundação no meio da via, não se aventure a enfrentar a correnteza. Além disso, o CGE alerta sobre os males consequentes das enchentes.

Doenças, como Cólera e Leptospirose, podem ser transmitidas caso exista o contato com a pele humana durante a inundação. Evite caminhar nessa água. O CGE também reitera a importância de não jogar o lixo na rua, já que causa entupimentos de bueiros e ramais de drenagem.

Que tal estacionar de forma rápida, fácil e segura? Baixe o app Zul Digital nas cidades de:

Comentários