Zul Digital

Zul Digital


Aplicativo credenciado pela prefeitura para compra e uso das vagas de Estacionamento rotativo e Zona Azul. Praticidade e segurança na hora de comprar o Cartão Azul Digital.

Campartilhe


Como economizar combustível?

Zul DigitalZul Digital

Confira dicas para economizar combustível para não desperdiçar dinheiro e otimizar o consumo do seu carro

fila de carros para abastecer no posto de combustível
Cena muito comum durante crises de abastecimento, motoristas chegam a esperar horas na fila para tentar encher o tanque

Economizar combustível é uma preocupação comum aos motoristas; seja em tempos de crise, como aconteceu durante a greve dos caminhoneiros em 2018, ou por conta do elevado preço do litro. Embora seja muito difícil deixar o carro de lado, existem alguns truques para não gastar mais combustível do que o necessário.

Manutenção

Para não comprometer diretamente o consumo do veículo, alguns itens não podem deixar de ser checados na revisão. Os filtros de ar e de combustível, as velas e cabos de vela, o alinhamento e balanceamento influenciam na distância que um veículo cobrirá com um litro de combustível.

Um carro desalinhado consome mais combustível porque o desequilíbrio entre as rodas faz com que o veículo demande de mais esforço. Ou seja, além de provocar maior desgaste dos pneus, um carro desbalanceado gasta mais combustível.

Já os filtros são responsáveis por segurar impurezas, pois o acúmulo de resíduos prejudica o rendimento.

As velas fornecem a faísca necessária para o início da combustão que, por sua vez, fornece a energia para mover o carro. Com o tempo de uso do veículo, a faísca perde intensidade e começa a deixar de queimar parte do combustível. O resultado é o aumento do consumo e a redução da potência do motor.

Pneus calibrados

Pneus murchos podem aumentar o consumo de combustível do veículo. Isso acontece porque com os pneus descalibrados, a área de contato aumenta, ou seja, mais borracha tocando no asfalto. O atrito aumenta e interfere no movimento de inércia da roda.

Para entender melhor como a baixa pressão dos pneus pode interferir no consumo de combustível do veículo, é só se imaginar pedalando uma bicicleta. Quando se anda em uma bicicleta com pneus murchos, o ciclista precisa fazer muito mais esforço, e a sensação é da bike estar mais “pesada”. É a mesma coisa em um carro.

O carro vai precisar de mais tração para compensar a força criada pelo atrito do pneu descalibrado com o asfalto. Ou seja, é necessário mais combustível para se locomover.

É recomendado calibrar os pneus uma vez por semana ou, no máximo, a cada 15 dias. Acesse nosso blogpost sobre revisão de carro para saber de outras partes do veículo que não podem deixar de passar pela manutenção.

Ar-condicionado

O ar-condicionado de um carro funciona através do motor do veículo. Logo, o motor precisa de mais energia para alimentar seu compressor. Assim, para o ar funcionar, o motor precisará de mais combustível.

Para quem deseja economizar combustível, recomenda-se ligar o ar-condicionado numa potência mais baixa e manter a temperatura mais amena. Temperaturas mais frias exigem maior consumo de combustível.

Vidros fechados

Quando os vidros estão abertos, o carro perde sua aerodinâmica e a resistência do ar aumenta. Quanto menor for resistência do ar, menor será a força exigida ao motor para fazer o veículo se mover. Quanto mais força o motor precisar fazer, mais combustível será consumido.

Segundo um estudo da Sociedade de Engenharia Automotiva (SAE), dos EUA, dirigir com o ar-condicionado ligado a uma velocidade superior a 80km/h é mais econômico do que dirigir com janelas abertas na mesma velocidade.

De acordo com a pesquisa, as janelas abertas aumentam o consumo de combustível em até 20%, enquanto que o ar-condicionado, em até 10%. Ou seja, pegar estrada com o ar-condicionado ligado é mais econômico do que viajar com os vidros todos abertos.

Qualidade do combustível

posto de combustível a noite
Encontre um posto de confiança para não correr o risco de abastecer com combustível adulterado

O consumo de um veículo pode aumentar caso seja abastecido com um combustível adulterado. Além disso, um combustível de péssima qualidade pode estragar as mangueiras e a bomba de combustível.

De acordo com a revista Carro, o mais comum é adicionar mais etanol à gasolina do que o especificado, que é de 27% na gasolina comum e 25% na premium. Já o etanol leva, geralmente, até 25% de água em sua composição, e, nos casos de adulterações, é misturada mais água à composição do etanol.

Alguns indicadores de combustível adulterado são: a perda de potência do motor, o aumento do consumo e, em carros de injeção eletrônica, uma luz amarela no formato do motor acende no painel.

O modo como você dirige

zoom no velocimetro
Um dos motivos que colabora para o aumento do consumo é a alta rotação

Pilotar seu carro de maneira “esportiva”, como se fosse um carro de corrida, interfere no consumo de combustível. Acelerar e frear bruscamente gasta mais combustível e diminui a vida útil do sistema de freios.

Caso o semáforo lá na frente já esteja fechado ou você veja um congestionamento a frente, reduza a marcha e desacelere gradualmente.

Velocidade

Quanto maior a velocidade, maior será o consumo de combustível do automóvel. A resistência do ar aumentará, assim como o trabalho do motor, consequentemente necessitando de mais combustível.

Para entender melhor o consumo de combustível em diferentes velocidades, analisamos um teste da revista Quatro Rodas. No estudo, diferentes carros foram colocados para viajar uma mesma distância em diferentes velocidades com o objetivo de analisar o consumo pela velocidade.

Vejamos o exemplo do Ford Fusion 2.0, em um percurso de 200 quilômetros, o carro consumiu 9,26 litros de gasolina viajando a 80km/h. Para concluir o trajeto a essa velocidade, o veículo demorou 150 minutos e gastaria cerca de R$39,82 (levando em conta o valor atual do litro de gasolina comum R$4,30). Como resultado, o carro teve um consumo média de 21,6 quilômetros por litro de combustível.

Já viajando o mesmo trajeto de 200 quilômetros, porém, indo, agora, a 120 km/h, o Ford Fusion 2.0 consumiu cerca de 19,8 litros de gasolina, mais de 10 litros a mais do que indo a 80 km/h. A viagem foi realizada em 100 minutos com consumo médio de 10,1 quilômetro por litro. Para isso, seria preciso gastar cerca de R$85,14 reais (com o preço atualizado do litro de gasolina comum R$4,30).

A conclusão do teste é que viajar a 120 km/h representou um aumento de 114% no consumo de combustível do carro do que ir a 80 km/h pelo mesmo percurso.

Confira dicas para evitar o congestionamento das grandes cidades acessando nosso blogpost completo sobre trânsito.

Aquecimento do motor

motor do carro
Rodar com o carro frio pode aumentar o consumo de combustível

Com a temperatura gelada, o óleo não esquenta e a lubrificação do motor é prejudicada. Assim, mais combustível será queimado para compensar a baixa temperatura.

Nos motores mais novos, como os dos carros de injeção eletrônica, não é necessário ter que esperar esquentar para sair andando. Caso o motorista não queira gastar muito combustível, ele só precisa sair sem pisar fundo no acelerador.

Se o dia estiver muito frio e o veículo estiver abastecido com etanol, é recomendável que o motor estabilize em 1000 RPM. Porém, não é preciso abusar do pedal de acelerador, basta esperar.

Veículos movidos a etanol levam mais tempo para ligar pois o ponto de combustão do etanol é mais alto do que o da gasolina. Enquanto o etanol desprende vapores a 15°C, a gasolina consegue fazer isso em temperaturas bem mais baixas, variando de -45°C e -38°C.

Na subida

Nas subidas, é preciso encontrar a marcha certa para não forçar o motor. Quanto maior a rotação, maior o gasto do combustível. Por isso, é preciso encontrar uma rotação moderada.

Uma alternativa para não forçar o carro na subida é acelerar um pouco antes. Assim, o motorista não precisará afundar o pé no acelerador ou reduzir a marcha quando estiver no meio da subida.

Ponto morto

Nos carros carburados, muito comuns antigamente, até que se fazia sentido os motoristas aproveitarem o embalo das descidas, na famosa “banguela”, para economizar combustível na descida. O motor de um carro carburado nunca parava de receber combustível e engatar a marcha no ponto morto reduzia a quantidade de combustível que entrava no motor.

No entanto, com o desenvolvimento de novos motores mais econômicos, o sistema de injeção se tornou capaz de acompanhar o comportamento do carro e se adequar à situação com o objetivo de otimizar o consumo de combustível.

Com o sistema de injeção eletrônica, mesmo que o carro esteja com a embreagem engatada em uma descida, a alimentação de combustível no motor não acontecerá caso o acelerador não esteja acionado. Isso significa que utilizar o ponto morto em descidas para economizar combustível pode ter o resultado inverso em carros de injeção eletrônica.

Quando o carro desce na “banguela”, os giros do motor são reduzidos e ficam no mínimo para o carro não morrer. Então, o sistema de injeção eletrônica entende que o carro precisa de combustível e, por consequência, mais combustível será consumido.

Além disso, dirigir com o veículo desligado ou no ponto morto é considerado infração de gravidade média. Além da multa de R$130,16 aplicada ao motorista, 4 pontos serão somados a CNH do condutor.

Não deixe o carro pesado

Tire as coisas que estão no porta-malas e nos bancos de trás do veículo para deixar o carro mais leve. Esse peso morto que já está em seu carro há algum tempo pode aumentar o consumo de combustível do veículo.

Quanto mais leve o carro estiver, menor será o gasto de combustível. Afinal, não será preciso tanta força para o carro se mover.

Cuidado com produtos milagrosos

Na internet, existem muitos produtos à venda que garantem economizar combustível apenas instalando o equipamento no veículo. No entanto, seja um aparelho que interfira a parte mecânica do carro ou interaja quimicamente com a gasolina, na grande maioria das vezes, a promessa de economia é uma farsa.

Consulte um mecânico de sua confiança antes de instalar qualquer equipamento em seu veículo que prometa a economia de combustível.

Quer ficar por dentro das novidades do mundo da mobilidade urbana? Siga o Zul no Facebook e no Instagram.

Comentários