Realizar a transferência de veículo SP após a compra ou venda de um carro é extremamente necessária para evitar multas e até mesmo a apreensão do automóvel. Por terem a impressão de ser um processo burocrático demais, muitos motoristas acabam optando pelo serviços de despachantes. Mas esse gasto pode ser evitado.

Para ajudar os novos e antigos proprietários, o time do Zul+ preparou um matéria completa com tudo que é preciso saber sobre transferência de veículo no estado de São Paulo. Veja abaixo o passo a passo:

veja o valor do seu carro e de outros modelos com o aplicativo zul+

Qual o tipo de transferência a ser realizado?

O primeiro passo para qualquer transferência de veículo é determinar qual o tipo de transferência será preciso fazer. Existem duas opções: transferência de propriedade ou transferência de localidade.

Como os nomes deixam bastante claro, a primeira é a opção a ser escolhida quando há troca de dono do veículo, seja por compra e venda, por doação ou por herança. Já a segunda, é utilizada quando o proprietário atual muda sua residência.

É importante destacar que, independente do tipo da transferência de veículo SP a ser realizada, o proprietário deve quitar todos os possíveis débitos do veículo antes de iniciar o processo.

Além disso, o novo proprietário tem até 30 dias para concluir a transferência do veículo para o seu nome. Caso contrário, estará sujeito a multa grave no valor de R$195,23, com 5 pontos na CNH e retenção do veículo até a regularização.

Valores, recurso de defesa e como consultar. Veja tudo o que você precisa saber sobre multas de trânsito em nosso blogpost completo sobre o tema.

Quanto custa para fazer a transferência de um veículo em SP?

O custo da transferência de veículo SP é composto pela taxa de transferência, laudo de vistoria, novo emplacamento e eventuais débitos pendentes do veículo. No entanto, esses valores variam de acordo com cada estado.

Em São Paulo, por exemplo, o custo da transferência de veículo custa, em média, R$544, incluindo a taxa de transferência, o laudo de vistoria e o novo emplacamento. 

Quanto custa a transferência de veículo em SP?

Taxa de transferência do Detran

R$224

Vistoria veicular

R$180

Novo emplacamento

R$140
Total

R$544

Como fazer a transferência de veículo SP?

Se o caso se trata de transferência de propriedade, há ainda três modalidades a serem escolhidas: veículo registrado no mesmo município (A), veículo registrado em outro município (B), ou ainda veículo registrado em outro estado (C).

A) Transferência de veículo SP registrado no mesmo município

Esta é a opção a ser escolhida quando, apesar da transferência de propriedade, o veículo já está registrado no município de residência do novo dono. Exemplo: um morador de Campinas adquiri um veículo já registrado na cidade.

Veja abaixo um passo a passo de como fazer a transferência.

1) Verifique possíveis débitos (multas, IPVA, DPVAT etc.) e impedimentos (restrições ou bloqueios) do veículo;

Você pode realizar essa consulta no app Zul+ e parcelar os tributos do carro em até 12x no cartão de crédito. Já as restrições judiciais ou bloqueios administrativos ficam disponíveis no site do Detran de São Paulo.

2) Faça a comunicação da venda do veículo no site do Detran-SP;

Em caso de veículos com o documento emitido até 31/12/2020, deve ser preenchido o CRV (Certificado de Registro do Veículo). Já para veículos com documento emitido a partir de 04/01/2021, deve ser preenchida a ATPV-e (Autorização para Transferência de Propriedade do Veículo Digital).

3) Faça a vistoria veicular em uma Empresa Credenciada de Vistoria (ECV);

O laudo de vistoria aprovado tem prazo de validade de 60 dias. No caso de o veículo ser reprovado, o proprietário tem até 30 dias para resolver as pendências e fazer uma nova vistoria sem pagamento da taxa.

4) Pague a taxa de transferência de veículo SP ao Detran-SP nos bancos credenciados;

Caso o licenciamento do ano em curso tenha sido realizado, o valor será de R$ 223,99. Caso ainda não tenha sido feito, a taxa será de R$ 322,90.

5) Digitalize e envie os documentos necessários;

As imagens devem estar legíveis, sem redimensionamento ou alteração das características e não devem ultrapassar 1MB. Veja abaixo os documentos necessários.

  • Documento de identidade e CPF do novo proprietário;
  • Comprovante de endereço;
  • Documento de propriedade do veículo devidamente preenchido e com firma reconhecida por autenticidade do vendedor e do comprador;
  • No caso de procurador do novo proprietário: documento de identidade do procurador e procuração;
  • No caso de pessoa jurídica: Documento de identidade do representante da pessoa jurídica e CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica).                 

6) Enviar a solicitação de transferência de propriedade;

7) Fazer o acompanhamento da solicitação;

8) Emitir o novo CRVL-e.

Acesse o link para verificar se já foi emitido. Em caso de já ter ocorrido a emissão, já é possível baixá-lo pelo portal do Detran ou pelo aplicativo “CDT – Carteira Digital de Trânsito”, disponível para Android e iOS. Veja nosso tutorial completo de como baixar o CRLV Digital aqui.

banner pague o ipva do seu carro em até 12x com o Zul+

B) Transferência de veículo SP registrado em outro município do estado de São Paulo 

Esta é a alternativa para quando há transferência de propriedade de um veículo registrado em um município diferente do qual o novo proprietário reside. Por exemplo, quando um morador de Campinas compra um carro registrado em São Paulo.

Veja abaixo um passo a passo de como fazer a transferência de veículo SP.

1) Verifique possíveis débitos (multas, IPVA, DPVAT etc.) e impedimentos (restrições ou bloqueios) do veículo;

Você pode realizar essa consulta no app Zul+ e parcelar os tributos do carro em até 12x no cartão de crédito. Já as restrições judiciais ou bloqueios administrativos ficam disponíveis no site do Detran de São Paulo.

2) Faça a comunicação da venda do veículo no site do Detran-SP;

Em caso de veículos com o documento emitido até 31/12/2020, deve ser preenchido o CRV (Certificado de Registro do Veículo). Já para veículos com documento emitido a partir de 04/01/2021, deve ser preenchida a ATPV-e (Autorização para Transferência de Propriedade do Veículo Digital).

3) Faça a vistoria veicular em uma Empresa Credenciada de Vistoria (ECV);

O laudo de vistoria aprovado tem prazo de validade de 60 dias. No caso de o veículo ser reprovado, o proprietário tem até 30 dias para resolver as pendências e fazer uma nova vistoria sem pagamento da taxa.

4) Pague a taxa de transferência de veículo SP ao Detran-SP nos bancos credenciados;

Caso o licenciamento do ano em curso tenha sido realizado, o valor será de R$ 223,99. Caso ainda não tenha sido feito, a taxa será de R$ 322,90.

5) Digitalize e envie os documentos necessários;

As imagens devem estar legíveis, sem redimensionamento ou alteração das características e não devem ultrapassar 1MB. Veja abaixo os documentos necessários.

  • Documento de identidade e CPF do novo proprietário;
  • Comprovante de endereço;
  • Documento de propriedade do veículo devidamente preenchido e com firma reconhecida por autenticidade do vendedor e do comprador;
  • No caso de procurador do novo proprietário: documento de identidade do procurador e procuração;
  • No caso de pessoa jurídica: Documento de identidade do representante da pessoa jurídica e CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica).                 

6) Enviar a solicitação de transferência de propriedade;

7) Fazer o acompanhamento da solicitação;

8) Atualize a placa do veículo;

Após a confirmação da transferência, é necessário fazer a troca das placas, já que há mudança da cidade de registro. Desde a adoção das placas padrão Mercosul, o serviço é feito por empresas credenciadas.

9) Emitir o novo CRVL-e.

Acesse o link para verificar se já foi emitido. Em caso de já ter ocorrido a emissão, já é possível baixá-lo pelo portal do Detran ou pelo aplicativo “CDT – Carteira Digital de Trânsito”, disponível para Android e iOS

C) Transferência de veículo SP registrado em outro estado do Brasil

Esta é a alternativa para quando há transferência de propriedade de um veículo registrado em outro estado. Por exemplo, quando um morador de Campinas compra um carro registrado em Curitiba.

Veja abaixo um passo a passo de como fazer esse tipo de transferência de veículo SP.

1) Verifique possíveis débitos (multas, IPVA, DPVAT etc.) e impedimentos (restrições ou bloqueios) do veículo;

Você pode realizar essa consulta no app Zul+ e parcelar os tributos do carro em até 12x no cartão de crédito. Já as restrições judiciais ou bloqueios administrativos ficam disponíveis no site do Detran de São Paulo.

2) Faça a comunicação da venda do veículo no site do Detran-SP;

Em caso de veículos com o documento emitido até 31/12/2020, deve ser preenchido o CRV (Certificado de Registro do Veículo). Já para veículos com documento emitido a partir de 04/01/2021, deve ser preenchida a ATPV-e (Autorização para Transferência de Propriedade do Veículo Digital).

3) Faça a vistoria veicular em uma Empresa Credenciada de Vistoria (ECV);

O laudo de vistoria aprovado tem prazo de validade de 60 dias. No caso de o veículo ser reprovado, o proprietário tem até 30 dias para resolver as pendências e fazer uma nova vistoria sem pagamento da taxa.

4) Pague a taxa de transferência de veículo SP ao Detran-SP nos bancos credenciados;

Caso o licenciamento do ano em curso tenha sido realizado, o valor será de R$ 223,99. Caso ainda não tenha sido feito, a taxa será de R$ 322,90.

5) Digitalize e envie os documentos necessários;

As imagens devem estar legíveis, sem redimensionamento ou alteração das características e não devem ultrapassar 1MB. Veja abaixo os documentos necessários.

  • Documento de identidade e CPF do novo proprietário;
  • Comprovante de endereço;
  • Documento de propriedade do veículo devidamente preenchido e com firma reconhecida por autenticidade do vendedor e do comprador;
  • No caso de procurador do novo proprietário: documento de identidade do procurador e procuração;
  • No caso de pessoa jurídica: Documento de identidade do representante da pessoa jurídica e CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica).                 

6) Enviar a solicitação de transferência de propriedade;

7) Fazer o acompanhamento da solicitação;

8) Atualize a placa do veículo;

Após a confirmação da transferência, é necessário fazer a troca das placas, já que há mudança da cidade de registro. Desde a adoção das placas padrão Mercosul, o serviço é feito por empresas credenciadas.

9) Emitir o novo CRVL-e.

Acesse o link para verificar se já foi emitido. Em caso de já ter ocorrido a emissão, já é possível baixá-lo pelo portal do Detran ou pelo aplicativo “CDT – Carteira Digital de Trânsito”, disponível para Android e iOS

Mudei de endereço dentro do mesmo município, preciso fazer a transferência?

No caso de o dono do veículo mudar de endereço dentro do mesmo município, não é necessário fazer a transferência de veículo SP. Por outro lado, é preciso fazer a alteração do endereço no portal do Detran.

banner app zul+ seu carro mais completo