O pedágio por KM rodado será a nova maneira de pagar as tarifas de pedágio nas rodovias de todo o Brasil. Pelo menos, é o que determina a Lei n°14.157/2021 sancionada pelo Governo Federal no início deste mês. 

De acordo com o texto original publicado no Diário Oficial da União, a ideia é eliminar as cabines de pedágio e tornar o pagamento das tarifas automático e proporcional ao trajeto percorrido.

No entanto, as novas regras ainda não estão valendo e levará mais de 6 meses até que o novo sistema esteja inteiramente regularizado. Porém, isso não é motivo para você ficar fora do assunto. Como você viu, a mudança já é lei e vai acontecer de fato. 

Dessa maneira, o time do Zul+ reuniu as principais dúvidas quanto ao pedágio por KM rodado e respondeu todas elas aqui nesta matéria. Assim, você fica preparado(a) para quando o novo modelo de cobrança começar a valer. 

banner chegou a tag de pedagio zul digital

Como vai ser o pedágio por KM rodado?

Na prática, o pedágio por KM rodado vai funcionar de maneira semelhante ao que acontece hoje com as tags de pedágio automático. De acordo com a nova lei, você não precisará mais parar o carro para pagar a tarifa em qualquer rodovia do Brasil.

A cobrança será feita de maneira eletrônica através de um sistema de identificação do veículo. Ainda não está definido se isso irá acontecer através de tags (etiquetas coladas no para-brisa dos veículos) ou leitura de placas com câmeras de fiscalização. 

Porém, ao fazer o uso de uma rodovia, você receberá no final do mês um boleto no endereço de registro do veículo para o pagamento do pedágio.

Além disso, o modelo de pedágio por KM rodado vai impactar a maneira que é calculado o valor a ser cobrado. Aqui você só irá pagar uma tarifa proporcional ao seu trajeto percorrido. Ou seja, o valor da cobrança estará diretamente relacionado ao trecho utilizado durante sua viagem. No entanto, os valores das tarifas por KM rodado ainda não foram definidos. 

Quer saber como é calculado hoje o valor das tarifas de pedágio no Brasil? Acesse nosso blogpost completo sobre como calcular pedágio entre cidades.

Não vai mais existir fila no pedágio?

Não. Com o pedágio por KM rodado não vai mais existir fila na hora de pagar a tarifa. 

De acordo com um levantamento do time do Zul+, a fila do pedágio manual pode fazer você gastar até 30 minutos a mais na estrada. Veja o que é possível fazer com esse tempo em nossa matéria completa sobre fila do pedágio.

cabine de pedagio pagamento

Como funciona o pedágio free-flow?

O pedágio free-flow é um modelo de pedágio em que não existem cabines e a cobrança é realizada através de um sistema inteligente que identifica os veículos, seja através de tags eletrônicas ou câmeras de leitura de placas. 

Neste modelo, a cobrança costuma ser feita de acordo com o trecho percorrido pelo motorista, que pagará a conta apenas no fim do mês. Além disso, o pedágio free-flow elimina as filas de pedágio que seriam geradas por conta do pagamento manual. 

O pedágio free-flow já é realidade em muitos países do mundo, principalmente em cenários urbanos. Para saber mais e conhecer os diferentes tipos de pedágios com fluxo livre, acesse nossa matéria completa sobre como funciona o pedágio.

Pedágio por distância percorrida será mais barato?

Na teoria, sim. O pedágio por distância percorrida será mais barato. A principal razão é que os valores das tarifas passam a variar de acordo com o trajeto percorrido. Por exemplo, caso você percorra apenas 10km de uma rodovia com 100km, você irá pagar apenas o valor referente aos 10km e não a tarifa “cheia”.

No entanto, ainda não há definição sobre quanto será cobrado por KM em cada rodovia. A nova lei passa a valer apenas para todas as novas concessões. Já para as rodovias com contratos vigentes, será necessário uma avaliação caso a caso para adequar o novo sistema de cobrança proporcional, segundo informa o texto original da lei. 

O prazo para o início do pedágio por KM rodado seria de 180 dias após a sanção do Governo Federal, que ocorreu no dia 2 de junho de 2021. No entanto, o prazo foi vetado e ainda não foi definido um novo cronograma de implantação.

Em 2021, novas regras de trânsito passaram a valer em todo o Brasil, como a CNH com 40 pontos. Acesse nosso blogpost completo sobre o tema e conheça as principais mudanças da Nova Lei de Trânsito.

banner app abasteça seu carro com zul mais

O que acontece com quem tem tag de pedágio?

Quem já tem uma tag de pedágio instalada no carro não precisa se preocupar. Muito provavelmente, o modelo de pedágio por KM rodado funcionará através das próprias tags eletrônicas. 

Se esse for o seu caso, fique tranquilo(a) pois você já está adequado ao novo modelo enquanto ainda não há definições sobre o sistema de identificação.

E, embora a tag tenha como principal função evitar as filas nos pedágios, ela também funciona em outros estabelecimentos, como shoppings, mercados, estacionamentos e drive-thrus. Então, continue com sua tag colada aí no para-brisa do seu carro, ok?

Além de ser aceita em todas as estradas do Brasil, a tag Zul+ também funciona em mais de 60 shoppings espalhados pelo país. Saiba mais em nossa matéria completa.

Como fica a cobrança proporcional para os caminhões?

Com a vigência do pedágio por KM rodado, os caminhões também terão cobrança proporcional. No entanto, os veículos comerciais pagarão a taxa vezes o número de eixos que possuem, como acontece atualmente.